domingo, 8 de novembro de 2015

PACIENTE COM CÂNCER TERMINAL RECEBE VISITA ESPECIAL DE SEU CÃO:


(Reprodução/RBS TV)Rejane Chili está internada devido a um câncer terminal, em hospital de Porto Alegre. Como um de seus últimos desejos, ela pediu para receber uma visita mais do que especial e emocionou todos da equipe médica, além de familiares e amigos.

A paciente recebeu o carinho mais autêntico que qualquer ser humano pode receber, mesmo com as delicadas condições hospitalares. Ritchie, o cachorro de estimação de Rejane, chegou ao quarto pulando a cama e matando toda a saudade que tinha de sua dona. Teoricamente o encontro aconteceria com certo cuidado, devido aos riscos de contaminação. No entanto, o animal não segurou a emoção e foi correndo para o colo da paciente.

“É tudo para ela aquele cachorro. Ela ama aquele cachorro que nem ama o filho dela. Cuida do cachorrinho desde que ele tem três meses. Não via a hora de vê-lo, foi muito emocionante, apesar da dor," disse Jandira do Prado, cunhada de Rejane em material da RBS TV.

Antes de receber o animal de estimação, ela fez questão de trocar de roupa e se arrumar. Quem estava presente, se comoveu com o reencontro.

(Reprodução/RBS TV)

De acordo com Bárbara Cristine Heck, psicóloga do Grupo de Cuidados Paleativos do hospital, medidas como esta são essenciais no processo final da vida dos pacientes. De acordo com a médica que acompanha Rejane, o humor dela mudou abruptamente desde a visita de Ritchie.

“Ela, que já estava em um processo de maior recolhimento, conseguiu se expressar, se tornou mais falante, mais ativa. E sempre que a gente pensa em qualidade de vida, a gente vai pensar em relações afetivas. Sejam essas com pessoas, familiares, animais de estimação, como foi esse caso”, observou a psicóloga.

Corre atualmente um projeto de lei na Assembleia Legislativa, proposto pela deputada Regina Becker Fortunati, em que se pretende emplacar uma papel que permita a existência da chamada Terapia Assistida por Animais. Nela, a visita de animais domésticos em situações de doença seria autorizada em hospitais privados e públicos.

Inclui-se na lista de visitas bichos como cães, gatos, tartarugas, hamisters, pássaros, coelhos e chinchillas. Outras espécies poderiam também visitar, desde que haja autorização médica.

LEIA MAIS:

Cadelas à beira do sacrifício são salvas e encontram lar definitivoPolícia da Escócia ‘prende’ cachorro por assassinato